Primeira infância: família de classe D sofre mais impacto na pandemia