Famílias da classe D sofreram mais impactos negativos durante pandemia