“A voz nunca me deixou na mão”, diz o dublador Isaac Bardavid